2180

Prefeitura Municipal de Estância

Pular para o conteúdo

ESTÂNCIA CLASSIFICA 58 AGRICULTORES FAMILIARES E 03 ENTIDADES PARA O PROGRAMA ALIMENTA BRASIL

07/03/2022 às 21h59

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


A Prefeitura de Estância, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, comemora como elevada conquista social, com viés econômico importante, a classificação de 58 agricultores familiares, numa esfera de 80 inscritos, o que representa 72,5 %  de habilitados, e de 03 Entidades Socioassistenciais para o PAB - Programa Alimenta Brasil (que substituiu o PAA - Programa de Aquisição de Alimentos) para o exercício de 2022. A chamada foi feita através do Edital Nº12/2021 da Secretaria de Estado da Inclusão e Ação Social do Governo do Estado de Sergipe que oficialmente é a responsável por convocar os agricultores para apresentação de propostas de inserção e fornecimento.

De acordo com o secretário da pasta, Tiago Meneses, em Estância serão aplicados pelo programa o valor de R$ 288,550,00 (Duzentos e oitenta e oito mil e quinhentos e cinquenta reais), resultando em cobertura de R$ 4.975,00 (Quatro mil e novecentos e setenta e cinco mil reais) para cada produtor contemplado.  Os alimentos in natura adquiridos serão distribuídos entre cerca de novecentas famílias que se encontram em estado de insegurança alimentar e nutricional.

Para a habilitação dos  fornecedores, 03 grupos de associações, representados pelas Catadoras de Mangaba da Ribuleirinha, pelo Grupo de Cooperação Agrícola Paulo Freire e pelo Grupo do Assentamento Agrícola Analício Araújo Barros, credenciaram 34 agricultores familiares e os demais foram classificados por inscrição de modalidade individual.

As 03 Entidades Socioassistenciais com a competência exigida para atender ao programa são o CRAS Olga Benário, localizado no Bairro Cidade Nova, o CRAS Núbia Nabuco Macêdo, situado no Centro da Cidade e a Associação de Moradores do Bairro Pedro Barreto Siqueira.

Como ressalta o prefeito Gílson Andrade, celebrando a importância do programa, “no ano passado foram adquiridos mais de 115 mil quilos de alimentos que, chegando à mesa de 850 famílias carentes, além de gerar alívio social, irrigaram economicamente o município com o expressivo valor de R$ 230,388,49 (Duzentos e trinta mil, trezentos e oitenta e oito reais e quarenta e nove centavos), o que, em tempo de crise e de desafios gerados por conta da pandemia, é um componente indispensável para abrir caminhos de alternativa aos entraves conjunturais.”  

 

Parceiros

Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação