2180

Prefeitura Municipal de Estância

Pular para o conteúdo

Prefeitura garante alento às pessoas em insegurança alimentar nesta pandemia

Fonte: SECOM Estância
19/03/2021 às 18h40

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


O poder público tem papel fundamental no enfrentamento das desigualdades ampliadas com a pandemia de coronavírus. A crise, do ponto de vista de desigualdade de renda, na pandemia, é catastrófica. Dentre os efeitos da Covid-19, destaca-se o agravo da insegurança alimentar no Brasil, com reflexos ainda mais danosos sobre famílias numerosas, com crianças e adolescentes reunidas em casas de pequeno espaço. A Prefeitura de Estância não tem cruzado os braços, trabalha em todas as suas esferas para garantir direitos à alimentação a pessoas em insegurança alimentar.

A Prefeitura não arrefeceu do compromisso de garantir refeições às pessoas em estado de insegurança alimentar, serviço coordenado pela Secretaria de Assistência Social, por meio da Cozinha Comunitária “Pedro Francisco dos Santos”, situada à Rua Frei Damião, no Bairro Cidade Nova, há quase dois anos.

Cidadãos de baixa renda têm acesso a excelente refeição composta de alimentos frescos e variados, ricos em vitaminas, minerais, fibras, sob o acompanhamento de nutricionista, ao valor simbólico de um real (R$1,00); o serviço também alcança moradores de rua, a estes, diariamente, são fornecidas refeições no espaço do Ginásio de Esportes da Escola João Nascimento Filho. De acordo com a psicóloga, Renata Hipólito, que acompanha o trabalho, em respeito às recomendações sanitárias e evitar aglomeração, mesas e cadeiras são distanciadas, os assistidos dispõem de álcool em gel, kit de higiene com toalha, escova de dente, creme dental, sabão.

A Secretaria de Assistência faz doações de roupas, bem como acompanhamento para largar o uso do álcool, do fumo, inclusive, ajuda para muitos desses moradores de rua a retornarem ao seio da família e aos estados de origem.

Em tempos de pandemia a Gestão Municipal estreita ainda mais as ações de apoio a grupos vulneráveis, sem abrir mão das medidas que versam sobre as recomendações sanitárias, faz com que a Cozinha Comunitária preste um serviço proeminente às famílias que ali buscam alento. São quase quatro mil refeições ao mês que a população tem acesso. O atendimento aos que fazem refeições no Ginásio da Escola João Nascimento Filho fica sob a responsabilidade de Renata Hipólito (psicóloga), José Carlos (educador social) e Aloísio Santos (oficineiro educador).

No momento em atenção às medidas sanitárias vigentes, as refeições antes realizadas no refeitório da Cozinha Comunitária estão suspensas, as pessoas compram o marmitex no balcão da Cozinha Comunitária e vão para casa.

A Cozinha Comunitária foi colocada em atividade na gestão anterior do prefeito Gilson Andrade.

Parceiros

Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação