2180

Prefeitura Municipal de Estância

Pular para o conteúdo

Estância realiza II Fórum Municipal para a escolha das entidades não governamentais que irão compor o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher

Fonte: PREFEITURA DE ESTÂNCIA
14/11/2019 às 15h15

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


A Prefeitura Municipal de Estância, através da Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, e do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher – CMDM, realizou na manhã da última quarta-feira, 13, na Câmara de Vereadores de Estância, o II Fórum Municipal para a escolha das entidades não governamentais que irão compor o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher. O evento contou com a participação do prefeito Gilson Andrade e secretários da gestão; além da vereadora Chica do Fato e representantes do conselho estadual, municipal e de entidades que representam as mulheres.

“Enquanto deputado estadual nós demos a nossa contribuição com a causa das mulheres ao colaborarmos na criação da frente parlamentar em defesa da mulher e hoje, na condição de prefeito, temos trabalhado para garantir o cumprimento das leis e proporcionar condições para que as políticas públicas protetivas possam ser implantadas e mantidas em nosso município”, disse o prefeito Gilson Andrade.

Lupinha Batista, que está à frente do CREAM, reportou ao apoio que o poder público municipal tem dado ao conselho e exaltou a importância da criação da frente parlamentar em defesa da mulher. Lupinha resumiu o encontro e destacou a importância daquele momento.

“Foi uma manhã bastante participativa, onde pudemos desenvolver um amplo debate acerca do real papel do conselho que é desenvolver ações que visem fiscalizar e exigir o cumprimento das legislações em vigor, além de propor políticas reais para que possam ser banidas a questão da violência contra a mulher”, disse.

O evento contou com uma apresentação artística do Poeta Wilton Santos e um apalestra ministrada por Érica Leite, do Conselho Estadual, sobre a importância dos conselhos de direito das mulheres.

O CREAM funciona das 7 às 13h na Rua Camerino, nº169.

Parceiros

Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação