2180

Prefeitura Municipal de Estância

Pular para o conteúdo

Estância realizou II Roda de Conversa de Articulação da Rede de Atendimento à Mulher

Fonte: SECOM
17/09/2019 às 13h08

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


O debate teve como foco o compartilhamento de experiências exitosas no combate à violência doméstica

Acontece na última sexta-feira, na Câmara de Vereadores de Estância (CVE), a II Roda de Conversa de Articulação da Rede de Atendimento à Mulher. O encontro foi organizado pela Prefeitura de Estância, através da Coordenadoria Municipal de Política para a Mulher (CMPM), Coordenadoria de Políticas Públicas para a Mulher (CREAM) e a Ronda Maria da Penha.

Na oportunidade foi realizado um amplo debate com a participação de diversos setores que compõem a rede de proteção à mulher no âmbito municipal, tendo o objetivo de fortalecer a rede para melhorar a oferta dos serviços e atendimento às mulheres que ainda sofrem violência doméstica. A ação proporcionou um amplo debate, troca de informação e uma reflexão sobre as causas e combate da Violência Doméstica e Familiar, importância do efetivo funcionamento da rede de proteção à mulher e experiências exitosas desenvolvidas com homens autores de violência doméstica.

“É de conhecimento público o meu carinho e compromisso pela erradicação da violência contra mulher, em função da minha formação enquanto médico ginecologista obstetra. Nessa profissão tenho a missão de ajudar essas mães a trazer uma vida ao mundo. E como prefeito da minha querida cidade de Estância busco contribuir com a solidificação das políticas públicas para que possamos erradicar de uma vez por toda esse mal social, que é a violência doméstica”, expressou o prefeito, Gilson Andrade.

No evento, foi assinado um termo de cooperação entre a Prefeitura de Estância e a Secretária de Estada da Inclusão Social, onde oficializou a doação de um carro para trabalhar exclusivamente nas ações estratégicas do CREAM. “Estância é a sede da regional de atendimento as mulheres vítimas de violência doméstica da região sul. E já existia essa parceria entre a Coordenadora Estadual que deixava a disponibilização desse veículo. Hoje, esse ato oficializa a doação efetiva do carro para a coordenação, a fim de continuar a desenvolver as nossas atividades”, frisou a coordenadora do CREAM, Guadalupe Batista.

A Delegada da DAGV de Lagarto Drª Ana Carolina, foi uma das palestrantes da Roda de Conversa e falou um pouco sobre a experiência exitosa no município de Lagarto, no tratamento dos crimes de violência doméstica por meio da mediação dos conflitos. “Essa forma de trabalho com a mediação dos conflitos entre agressor e vítima tem trazido resultados positivos. Primeiro a inserção desses homens no grupo de trabalho permite com que a vítima se sinta mais à vontade para procurar a DAGV e registre a ocorrência em seu estágio inicial, e assim poder trabalhar o casal antes que os crimes evoluam até o feminicídio. Depois que realizamos esse trabalho com os homens agressores, tivemos pouquíssimos casos de reincidência de violência contra suas companheiras. E o melhor de tudo é que além de não existir registro de feminicídio em Lagarto, os ex-agressor compreendem que precisam mudar o seu comportamento e passam a ser um colaborador da Lei Marinha da Penha. Eles orientam outros homens para que não mais comentam esse tipo de violência”, expressou.

Também presente no evento, o Promotor Francisco Góis, que atua na 1ª Vara Criminal de Estância, observa de forma positiva o debate e fortalecimento da rede de proteção a mulher. “Encaro como positiva a integração da rede em prol do combate à violência doméstica e familiar contra a mulher. De modo que essa discussão dos grupos que tem como fundamento o cuidado com o agressor, que comete crimes tipificados pela Lei Maria da Penha. Então, estão de parabéns pela iniciativa acho de suma importância o fortalecimento da rede para que se tinha de fato uma efetividade no cumprimento das leis de proteção a mulher”, disse.

Localizado na Rua Francisco Camerino, 169 – Centro, o CREAM presta acolhimento e atendimento humanizado às mulheres em situação de violência, ofertando atendimento psicológico e social, além de orientação e encaminhamentos jurídicos necessários à superação da situação de violência, contribuindo para o fortalecimento da mulher. Seu horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7 h às 13 h.

Prestigiaram o evento o Prefeito Gilson Andrade; o Promotor, Dr. Francisco Góis; Coordenadora Estadual de Políticas Públicas Para Mulher, Erica Leite; Subcomandante do 6° Batalhão, Major. Jailson Santos Araújo; Delegada da DAGV de Lagarto , Dra. Ana Carolina ; Coordenadora do CREAM, Guadalupe Batista ; Coordenadora da Ronda Maria da Penha, Capitã Fabíola Goes; Secretários da gestão municipal; membros da sociedade civil organizada, e público em geral.

Parceiros

Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação