2180

Prefeitura Municipal de Estância

Pular para o conteúdo

Prefeitura Municipal e Estado somam forças para solucionar problemas na Praia do Saco

Fonte: SECOM
08/02/2018 às 18h49

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Na manhã desta quinta-feira, 08, a Prefeitura Municipal de Estância fez mais um esforço no sentido de solucionar a ameaça do avanço do mar sobre a Igreja dos Jesuítas, situada na Praia do Saco, e também a questão da proibição da circulação dos veículos automores, que afeta diretamente a atuação econômica e turística da Associação dos Bugueiros de Estância, na mesma região. Acompanhado do procurador do Município Genilson Oliveira, dos secretários do Meio Ambiente, Joubert Denner, e da Infraestrutura, Lyndon Johnson, o prefeito Gilson Andrade, juntamente com o secretário de Estado do Turismo, Fábio Henrique, esteve na sede da Adema - Administração Estadual do Meio Ambiente -, em Aracaju.

Durante o diálogo com o diretor técnico da Adema, Fausto Leite Júnior, ficou acordado tratar-se de competência do órgão realizar a licença ambiental para que os bugueiros possam retomar às suas atividades. “Está havendo um conflito de competências. Entendo que os buggys devam ser licenciados pela Adema, já a associação acredita que deva ser pela prefeitura. Para sanar essa questão, solicitei ao secretário do Meio Ambiente de Estância que recebesse as propostas e desse o encaminhamento pela Adema, a fim de evitar qualquer enlace judicial mais à frente. Tanto esse processo quanto o referente à Igreja estão judicializados e não podemos errar”, explicou Fausto Leite.

A Adema também se comprometeu a enviar, amanhã pela manhã, sexta-feira, 09, quatro técnicos a fim de adiantar a questão da solução do problema que ameaça a igreja. “Os técnicos irão verificar a situação oceonográfica do espaço, a fim de que possamos apresentar ao Ministério Público Federal a necessidade de uma ação paliativa até que a análise completa seja concluída. Isso porque a maré de março se aproxima trazendo, normalmente, muitos estragos em Estância, a exemplo da derrubada de casas e forte invasão do mar. Vamos ver se protocolamos uma ação para que a igreja não venha a cair”, informou o diretor técnico.

Diante do acordado, o prefeito Gilson deixou a reunião satisfeito. “Foi muito importante termos vindo aqui, pois percebemos que não cabe ao Município de Estância fazer o licenciamento da rota dos bugys e sim à Adema, que se prontificou a encaminhar uma equipe, em menos de 24h, para fazer o levantamento necessário para evitarmos que a igreja centenária seja derrubada pelo mar. Também se comprometeu a fazer, o mais rapidamente possível, o licenciamento dos buggys. Assim, a atividade desses trabalhadores, que é tão importante para o Município, poderá ser retomada o mais rapidamente possível", declarou o gestor municipal.

O secretário estadual de Turismo também saiu satisfeito. “A praia do Saco é de extrema importância para Sergipe como cenário turístico e é evidente que o Estado não poderia se furtar de entrar nessa discussão. Entendemos que só somando forças esse assunto pode ser resolvido. As questões passam por decisão judicial, portanto, para resolver o problema não depende nem da prefeitura nem do governo do Estado, tem que ser tratada no judiciário”, argumentou Fábio Henrique.

Parceiros

Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação