2180

Prefeitura Municipal de Estância

Pular para o conteúdo

Prefeitura de Estância apoia iniciativa de distribuição de sementes de milho Crioula pelo MCP

Fonte: SECOM
26/04/2019 às 18h20

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Aconteceu na manhã desta sexta-feira, 26, na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Estância, a distribuição de sementes de milho da espécie Crioula para pequenos produtores rurais do município. Essa semente tradicionalmente é cultivada por famílias camponesas e não tem a adição de produtos químicos.

As sementes orgânicas distribuídas foram adquiridas dos produtores ligados ao Movimento Camponês Popular (MCP), através do Programa de Aquisição de Sementes (PAA), da Conab. A inciativa foi promovida pelo sindicato, em conjunto com o MCP, e contou com total apoio da Prefeitura de Estância, por meio da secretaria do Desenvolvimento Econômico.

Na solenidade de entrega das sementes, o secretário do Governo, Romualdo Vieira, representou o prefeito Gilson Andrade e, ao fazer uso da palavra, ressaltou que a gestão municipal é parceira dos produtores rurais. “A gestão municipal tem tido essa atenção com nossos produtores rurais. Através da secretaria do Desenvolvimento Econômico, disponibilizamos horas de trator, engenheiro agrônomo e sementes de milho para os agricultores. Essa inciativa de distribuição de sementes orgânicas reforça as nossas ações de governo e contribui para o fortalecimento da agricultura familiar”, enfatizou.

Ao total foram distribuídos cerca de 1.500 quilos de semente de milho crioula, variedade que permite a colheita após 70 dias de plantio e que pode ser estocada de um ano para outro. Cerca de 300 agricultores foram beneficiados com 3 a 5 quilos de sementes. “A principal característica da semente Crioula é que ela pode ser guardada pelos agricultores de um ano para o outro. Devido a essa característica, é possível construir uma autonomia para esses produtores, já que ela pode ser estocada e no ano seguinte não há a necessidade de comprar a semente ou ficar dependente de programas de distribuição, seja da esfera estadual ou municipal. A nossa ideia é justamente a construção da autonomia das famílias e possibilitar à produção de alimentos saudáveis", explicou o membro da direção do Movimento Camponês Popular, Philipe Caetano.

Além da produção do milho o movimento também produz uma massa de milho sem a adoção de produtos químicos e que possibilita a preservação das propriedades nutricionais do milho. “Quero parabenizar pela iniciativa de produzir o flocão de milho, uma ação muito importante para agregar valor a produção e garantir o sustento das famílias”, destacou a presidente da Cooperativa dos Produtores Agrícolas do Território Sul de Sergipe, Suely Morteiro.

O evento contou com a presença do secretário Adjunto da Comunicação, Dadau Barreto; técnicos da secretaria do Desenvolvendo Econômico; presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Estância, José Augusto Fontes; Careca do MST; professora do IFS, Eliane Dalmora; e produtores rurais.

Parceiros

Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação