2180

Prefeitura Municipal de Estância

Pular para o conteúdo

Prefeitura promove ação alusiva ao Dia Nacional da Visibilidade Trans

Fonte: SECOM
29/01/2018 às 14h59

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


A Prefeitura Municipal de Estância, por meio do Núcleo Estanciano de Diversidade Sexual e Direitos Humanos (NEDSDH) promoveu, na manhã desta segunda-feira, 29, ação alusiva ao Dia Nacional da Visibilidade Trans, que é celebrado hoje, dia 29. A data foi criada em 2004, após a campanha Travesti e Respeito, do Ministério da Saúde, idealizada para diminuir o preconceito e, consequentemente, a violência contra essa parcela da população.

Com o tema “A luta é por respeito e direitos iguais” foi realizada uma blitz educativa no semáforo em frente ao Paço Municipal. No local foram distribuídos folders explicativos aos pedestres e condutores de veículos que passavam pela via, mobilizando-os acerca do enfrentamento da transfobia, que é a violência contra travestis, transexuais e transgêneros. A ideia é fazer com que a sociedade faça uma reflexão sobre as consequências desse preconceito para com as pessoas que se autodefinem por esta identidade de gênero .

“Essa ação é muito importante porque a população trans é uma das camadas que mais sofrem discriminação. Eles representam uma parcela quase invisível da sociedade brasileira que precisa resistir a uma rotina de exclusão e violência. Além disso, o Brasil lidera um ranking mundial de assassinatos de transexuais e isso é assustador. Infelizmente, a cultura contra a travesti é tão esmagadora que provoca essa violência, que vai desde a falta de compreensão da família, a falta de acesso à educação, serviços públicos e ao mercado de trabalho. Então, a luta é pelo reconhecimento da transcidadania, pois, todos têm o direito no exercício dos direitos”, salientou o coordenador do NEDSDH, Carlos Alberto Lisboa Lima.

A secretária municipal da Assistência Social, Danielle Mulhert, destacou o papel do Núcleo Estanciano de Diversidade Sexual e Direitos Humanos, que é vinculado à estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Assistência Social e tem a finalidade de desenvolver ações, programas e projetos voltados à inclusão, o respeito às diferenças, aos direitos fundamentais e à dignidade humana. “O Núcleo é um órgão que está de portas abertas à população em geral, não só ao público LGBT, mas às pessoas que, de uma forma geral, se sintam com o direito violado. Lá fazemos os encaminhamentos necessários para quem precisa de acompanhamento de um psicólogo, por exemplo. Também trabalhamos em parceria com outros órgãos, como a Secretaria Municipal da Saúde, para o combate de doenças sexualmente transmissíveis. O objetivo dessa ação é conscientizar a população contra o preconceito. Afinal, a opção sexual não define o caráter da pessoa. As pessoas precisam é de mais amor”, disse.

O presidente da Associação de Transgêneros de Estância (Astraes), Agnaldo Augusto dos Santos Júnior, disse que as pessoas trans enfrentam, diariamente, uma verdadeira luta para viverem a sua identidade. Além do risco constante de serem vítimas de violência, não contam com uma legislação que as proteja, são excluídas do mercado de trabalho, hostilizadas e sofrem, frequentemente, a rejeição familiar. “É importante o reconhecimento do trans como uma pessoa comum que possui direitos. Afinal, todos somos seres humanos”, destacou.

A secretária municipal da Defesa Social e Cidadania, Georlize Teles, que esteve acompanhando a blitz educativa, destacou a importância de barrar o preconceito contra o público trans. “Independente da identidade de gênero ou religião, por exemplo, todo ser humano precisa e tem o direito de exercer a sua cidadania”, salientou.

Parceiros

Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação