2180

Prefeitura Municipal de Estância

Pular para o conteúdo

Realizada a audiência pública final da revisão do Plano Diretor de Estância

Fonte: SECOM
17/04/2019 às 11h55

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Tendo em vista a discussão acerca da “Estância que queremos daqui há 10 anos”, e contando com a participação social no processo de revisão do Plano Diretor Municipal Participativo (PDM), a Prefeitura de Estância, por intermédio da Secretaria da Administração e Planejamento, Secretaria de Obras e Secretaria do Meio Ambiente, realizou terça-feira, 15, a audiência pública final de revisão do PDM, em que foi apresentado o diagnóstico fruto dos estudos técnicos após as oficinas realizadas na zona urbana e rural de Estância, sobre temas que impactam diretamente no plano, a exemplo de saneamento, saúde e habitação. Realizado no auditório da Universidade Tiradentes (Campus Estância), além de moradores e lideranças comunitárias, também estavam presentes secretários da gestão municipal.

De acordo com o coordenador técnico de mobilização e educação do Plano Diretor de Estância, Joubert Denner, que também é secretário do Meio Ambiente, a elaboração do PDM consiste num exercício de cidadania participativa, em que é discutido o futuro da cidade de forma democrática, indicando as diretrizes e os instrumentos urbanísticos necessários para o desenvolvimento de maneira planejada e equilibrada. “A atualização do plano diretor foi amplamente discutida com a sociedade. Essa lei deve contemplar os anseios do nosso povo e da nossa cidade”, considerou.

Ao fazer o uso da palavra, o presidente da Câmara de Vereadores de Estância, André Graça (PSL) destacou que o Plano Diretor Municipal não é apenas um documento técnico, é o instrumento básico que direciona o desenvolvimento do município, estabelecendo com diretrizes para a gestão da cidade em todos os seguimentos, desde as questões urbanísticas, ambientais, econômicas e sociais. “O plano diretor é para que a cidade cresça e se desenvolva de forma coordenada”, disse.

O secretário do Governo, Romualdo Vieira frisou que a revisão do Plano Diretor é necessária para que a partir de uma leitura real da cidade e num processo de participação social, governo e população repensem conjuntamente, pois, assim, de forma efetiva, é promovida a gestão democrática da cidade com base nesse diálogo com a sociedade civil. “A nossa gestão tem a preocupação em saber a opinião da população, pois, todas nossas ações são em prol do estanciano”, frisou.

Parceiros

Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação