2180

Prefeitura Municipal de Estância

Pular para o conteúdo

Prefeitura de Estância realiza capacitação sobre hanseníase para 140 agentes comunitários de saúde

23/03/2022 às 12h05

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


O Governo Municipal de Estância, por meio do Programa de Educação Permanente da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), tem investido na capacitação dos servidores municipais. Dando continuidade ao programa, ocorreu na quarta-feira, 23, no Auditório da Universidade Tiradentes (Unit) uma qualificação para os Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) sobre hanseníase para 140 servidores.

A abertura do evento foi realizada pela Secretária Adjunta da Saúde Leide Catuninho e pelo Coordenador de Educação Permanente em Saúde Dionísio Neto. Em sua fala Leide explicou o objetivo da qualificação é oferecer uma atualização sobre hanseníase, orientando para a importância dos ACSs para a busca ativa de casos suspeitos.

A palestra foi conduzida pelo médico Rômulo Silva, referência no Estado para diagnóstico e tratamento da doença. No conteúdo programático foi abordado sobre o conceito de hanseníase; causas da doença; formas de transmissão; identificação de casos suspeitos; tratamento e cura; a identificação de contatos de pacientes com hanseníase; a importância dos exames dos contatos intradomiciliares; e orientações sobre como o ACS pode atuar na busca ativa de casos suspeitos da doença nas comunidades.

“Os ACSs atuam de forma muito próxima da comunidade, e têm um papel importante na identificação de casos suspeitos. Com diagnóstico e tratamento, é possível detectar a doença de forma precoce, quebrando a cadeia de transmissão e evitando o agravamento da hanseníase, que pode ocasionar lesões neurais com grau de incapacidade física irreversível e que são responsáveis pelas deformidades que o paciente desenvolve", destacou Dr. Rômulo. 

“A capacitação ofertada pela Secretaria Municipal da Saúde é muito importante para que os Agentes de Saúde possam repassar para a população informações corretas e sobre como é fundamental a prevenção e o tratamento da hanseníase. O nosso intuito é reforçar esse trabalho com direcionamento à prevenção e diagnóstico precoce de casos de hanseníase", afirmou Dioniso. 

Sobre a hanseníase

A hanseníase é uma doença infecciosa crônica, causada pelo bacilo de Hansen (Mycobacterium leprae) e a transmissão ocorre quando uma pessoa doente, sem ter iniciado o tratamento, elimina o bacilo por meio de secreções nasais, tosses ou espirros. Os sintomas podem surgir entre dois e sete anos a partir da contaminação. A transmissão requer um convívio muito próximo (em casa, na escola, no trabalho) e por um tempo muito prolongado. 

Parceiros

Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação