2180

Prefeitura Municipal de Estância

Pular para o conteúdo

Estância oportuniza voz e dá vez para juventude através da criação do Comitê de participação de adolescentes - CPA

Fonte: SECOM - PME
25/01/2021 às 12h52

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Durante a manhã desta segunda-feira, 25, foi realizada na Câmara de Vereadores de Estância, a 1ª Oficina de Sensibilização para Escolha dos Adolescentes que irão compor o Comitê de Participação de Adolescentes, CPA, em âmbito municipal. O CPA será um órgão colegiado que promoverá o protagonismo e a participação de crianças e adolescentes nos espaços de convivência e de construção da cidadania, inclusive, nos processos de formulação, deliberação, monitoramento e avaliação das políticas públicas do município de Estância.

“Nesse evento serão escolhidos os adolescentes que irão compor o comitê de participação de adolescentes - CPA municipal. Sendo membros do CPA eles participarão de espaços democráticos de deliberação de políticas públicas de promoção e proteção de direitos da criança e do adolescente, e isso é uma conquista muito importante para sociedade e principalmente pra eles. O CPA municipal dará a oportunidade para os adolescentes serem ouvidos e também participarem dos processos de formulação, deliberação, monitoramento e avaliação de políticas públicas a eles direcionadas, tendo vez e voz diretamente em cada decisão”, disse a Secretária Municipal da Assistência Social, Danielle Mulhert.

Maria Eduarda, 14, aluna do Diocesano, destacou a importância do jovem ter voz, por este motivo, ela participou do evento para que possa ser uma das vozes que representará a juventude estanciana nas tomadas de decisões. Yasmin, também de 14 anos, ressaltou que quer um município que seja espelho aos demais, um município com representatividade, e é isso que ela buscará dentro do comitê.

Segundo Jaelson de Oliveira Santos, membro do Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes, CMDCA, toda a política pública para criança e adolescente terá que antes ser passada e discutida com o colegiado do comitê.

De acordo com Jaelson, os integrantes do comitê acompanharão o CMDCA na elaboração e implementação das políticas voltadas aos direitos da criança e do adolescente e demais competências do conselho. Também compete aos integrantes do comitê a apresentação de propostas de pautas, resoluções, companhas sobre os direitos da criança e do adolescente e temas para deliberação; participação dos encontros e assembleias do CMDCA, inclusive, com direito a voz, bem como participar da organização de fóruns e conferências estaduais, acompanhar a seleção dos membros que irão compor a comissão de adolescentes subsequentes, acompanhar as ações do CMDCA voltadas ao fomento da participação de adolescentes nos conselhos municipais dos direitos da Criança e do Adolescente. O Comitê será renovado a cada dois anos, sendo que os atuais integrantes poderão ser reconduzidos.

Parceiros

Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação